Assim como a maioria das diferenças econômicas, sociais e políticas presentes entre Brasil e Estados Unidos, comprar um imóvel nos EUA também possui suas disparidades. Isso não quer dizer que é impossível um investidor brasileiro fazer um bom negócio no país, mas sim que haverão dificuldades, principalmente se você souber pouco ou nada sobre o mercado imobiliário exterior.

 

Bem, é por isso que eu estou aqui, pois já estive em sua posição e gostaria de te ajudar a evitar algum dos erros que eu mesmo posso ter cometido e que ao longo dos anos tenho auxiliado a diversos outros investidores brasileiros para evitarem.

 

Objetivos desalinhados

 

O primeiro e mais importante erro a ser evitado ao comprar um imóvel nos EUA  está relacionado a alinhamento de objetivos, sem eles você não terá uma compra assertiva, ou seja, não comprará o imóvel ideal, por mais atrativo que ele lhe pareça.

 

Para quais fins você está comprando o imóvel? É apenas para uso pessoal? Moradia? Ou você deseja alugar esse imóvel? A resposta para cada uma dessas perguntas é o que oferecerá a direção assertiva ao imóvel que você procura.

 

É importante tomar um posicionamento sobre todas as suas intenções presentes e futuras e, somente após essas decisões, começar a colocar suas exigências estéticas. Afinal, segurança, educação e lucro com certeza vêm antes.

 

Administradora incorreta

 

É muito comum os investidores brasileiros errarem na escolha da administradora, isso porque não investiram o tempo pensando neste quesito. O foco acaba sendo maior em escolher lugares estratégicos e tamanho do imóvel e esquecem da pós compra.

 

Se você deseja comprar um imóvel nos EUA, saiba que uma boa administradora faz toda a diferença e pode não só facilitar sua vida como poupar diversas dores de cabeça. Procure fazer uma boa pesquisa e optar pela que oferece assessoria completa e descomplicada.

 

Visitação desconsiderada

 

Este subcapítulo é mais um conselho do que um aviso sobre um eminente erro. Se você pretende financiar seu imóvel nos EUA, prepare-se, pois há 95% de chances de você obrigatoriamente ir ao país para assinar o contrato de fechamento de negócio, e visitar seu imóvel é uma boa oportunidade.

 

Agora, se pretende comprar o imóvel à vista, é provável que sua presença não seja exigida, e isso não quer dizer que você deve desconsiderar a visita ao seu imóvel. Antes de fechar negócio, é importante considerar a possibilidade de conferir seu imóvel presencialmente e assim não levar nenhum “susto” após a compra. Conheça a cidade, o condomínio e tire todas as suas dúvidas, assim você eleva ainda mais as chances de ter a certeza de que encontrou o imóvel perfeito.

 

Uma dica valiosa é: contrate uma empresa que possua assessoria neste quesito, a Investor$inc por exemplo, possui um sistema chamado fly & buy que paga suas despesas de visita ao imóvel caso queira realmente fechar negócio. Saiba mais aqui: (link a página de fly & buy).

 

Acompanhamento desqualificado

 

A não ser que você seja um especialista do mercado imobiliário, acredite, a assessoria especializada será fundamental durante todo o processo. Você pode saber muito sobre o investimento e o mercado, mas existem diversos outros processos que uma empresa especializada acaba realizando de forma muito mais completa, rápida e eficiente.

 

Comprar um imóvel nos EUA irá exigir tempo, pesquisa, contatos no exterior, documentação e diversos outros quesitos que uma assessoria profissional realiza de forma muito mais automatizada.

 

Quer mais algumas dicas sobre o assunto? Então acesse este link: https://www.youtube.com/channel/UCrjedCy1pzbhFipwFeghv6Q onde eu conto em vídeo todos os truques sobre o mercado imobiliário. Lembre-se que estou à disposição para quaisquer outras dúvidas.

 

Até logo!

Leandro Teles – Especialista no mercado imobiliário internacional.