Como investidor imobiliário, sempre ouço diversas perguntas de quem tem o interesse em investir em um imóvel em Orlando. Resolvi escrever esse post para colocar alguns pontos importantes antes da tomada de decisão, para que não haja nenhum arrependimento depois.

 

Quanto custa para investir não é o que vai realmente definir entre comprar ou não um imóvel em Orlando, principalmente, porque há uma grande variedade para diversos bolsos e perfis. Mas uma aquisição como esta pode ser um grande passo e você precisa considerar os pontos abaixo antes de fechar negócio.

 

Qual o seu objetivo?

É preciso responder esta questão de maneira segura, na ponta da língua, porque vai nortear todo o processo da sua compra. É fundamental ter em mente o que você espera antes de adquirir um imóvel em Orlando, se vai ser uma forma de renda quando não estiver utilizando, se vai ser um local apenas para férias, se vai se mudar oficialmente para lá, ou qualquer outra função que possa ter o imóvel. Respondendo essa pergunta, vai ser mais fácil encontrar o imóvel que atenda às suas expectativas. Inclusive, pode conferir em outro artigo os 3 tipos de imóveis em Orlando que fazem mais sucesso entre os brasileiros.

 

Contrate uma assessoria

Uma empresa de assessoria imobiliária vai te acompanhar durante todo o processo de investimento em um imóvel em Orlando. Vão te atender desde a procura da casa até verificar a legitimidade dos documentos. Isso significa ter um representante de compra ao longo de todo o processo de compra.

 

Inspecione o imóvel

Durante a compra de um imóvel em Orlando, é importante conferir tudo bem de perto – seja por você ou pelo seu representante. No caso de imóveis usados, é necessário verificar se existem pragas, problemas na parte elétrica e de aquecimento, odor, integridade estrutural, entre outros.

 

Calcule as despesas de compra

Ao colocar na ponta do lápis o valor do seu imóvel em Orlando, você deve levar em conta os custos do fechamento da compra. Ou seja, não esqueça de despesas como seguro, imposto de transferência, impostos e juros de financiamento – se esse for o tipo de pagamento escolhido.

 

Financiamento ou dinheiro

Mesmo que você tenha recursos disponíveis para a compra a vista, vale a pena considerar a compra financiada. O processo de compra é um pouco mais longo e burocrático, porém instituições financeiras americanas estão preparadas para aprová-lo com comprovantes de rendas no Brasil, sem contar a taxa de juros média de 5% ao ano em financiamentos de 30 anos. Tudo isso, pode ser realizado junto à sua assessoria especializada, garantindo que todo o processo acontece de forma segura.

 

Você também pode optar por um assessoria pessoal e aí eu posso te ajudar, saiba como aqui: contato Leandro Teles.

 

Grande Abraço,

 

Leandro Teles – Especialista Imobiliário Internacional.