Proteção cambial e diversificação de investimento são dois grandes atrativos para os investidores imobiliários internacionais. Um imóvel nos EUA é sinônimo de moeda forte, mesmo após uma bolha imobiliária, e é preciso que o investidor esteja sempre atento aos detalhes, às regras e aos hábitos por se tratar de dois países com diferentes processos de compra e culturas.

 

Essa proteção patrimonial tem feito muitos brasileiros se interessarem cada vez mais por um imóvel nos EUA que, além de tudo, também buscam pelo american way of life. Isso acontece muito por conta de um clima de instabilidade e incerteza da economia no Brasil e em outros países do mundo. Outro fator que é muito levado em consideração se trata do aluguel do imóvel durante temporadas em que o investidor não está utilizando a residência.

 

Se você deseja rentabilidade e segurança, é preciso evitar um erro grande e que pode comprometer toda a sua expectativa com relação ao investimento de um imóvel nos EUA: não conhecer as leis locais e de cada condomínio.

 

Leis locais para um imóvel nos EUA

É importante levar em consideração que cada condomínio respeita leis locais diferentes, ou seja, que podem variar de cidade para outra. Quando você investir em um imóvel nos EUA, precisa prestar atenção a essas regras, pois pode interferir diretamente no seu objetivo.

 

Na cidade de Orlando, por exemplo, o investidor pode alugar o imóvel por curtas temporadas quando não estiver utilizando para si. Pode ser por dias, semanas ou até meses. Isso torna possível lucrar com o investimento, uma vez que existe uma alta taxa de ocupação dos imóveis na cidade e também empresas que auxiliam no processo da locação de um imóvel nos EUA, como é o caso da Snowbird.

 

Como evitar o erro?

A grande questão é quem nem todas as cidades permitem a locação, e se essa for a grande finalidade do investimento, será um grande problema. Miami é uma das cidades mais procuradas por brasileiros, no entanto, não há muita flexibilidade na hora de alugar o imóvel por temporada. O mínimo permitido por lei para locação é de 6 meses, ou seja, o locatário tem que estar disposto a passar pelo menos metade do ano no seu imóvel.

 

Se você deseja investir em um imóvel nos EUA, a dica é procurar por empresas sérias e que realmente te apresentem todas as regras americanas de acordo com o que você deseja, para que não haja arrependimentos depois. Eu garanto que investir em um imóvel nos EUA é seguro e sólido, você só precisa realmente conhecer algumas diferenças entre o processo brasileiro e o americano.

 

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato com as InvestorsInc, temos profissionais qualificados para te atenderem.

 

Grande abraço,

 

Leandro Teles – Especialista no mercado imobiliário internacional.